terça-feira, 10 de julho de 2007

Governo prevê cerca de 20 mil abortos por ano

O Ministério da Saúde, prevê que cerca de vinte mil mulheres se dirijam aos hospitais públicos para abortarem, segundo uma das fontes do correio da manhã, “é muito pouco provável que esse número seja atingido, mas os serviços têm de estar preparados para o máximo possível”. A nova lei entra em vigor a partir de segunda-feira, mas alguns hospitais já estão a aplicá-la.
Além dos 12 hospitais do Norte, a IVG já pode ser feita em pelo menos mais três hospitais, Portimão, Garcia da Orta em Almada, e na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa.Entretanto, a direcção do Centro Hospitalar de Coimbra informou que a Maternidade Bissaya Barreto fez em média dois abortos por dia desde o início deste mês e no âmbito da nova lei da IVG. O infanticídio já se encontra no terreno, bebés indefesos mortos pelas suas próprias mães, com a concordância deste governo, estamos perante uma sociedade abortista e violenta, reaccionária e sem futuro, os valores da família deixaram de existir para muitas mulheres, contudo é preciso dizer basta a este e outros sistemas. Nós Nacionalistas temos o orgulho de dizer, NÃO AO ABORTO. Esta blog está em luto por todos os bebés assassinados nos hospitais da morte.

2 comentários:

Anónimo disse...

E também está em luto pelas mulheres que morrem por falta de condições higienico-sanitárias?

navegação disse...

Por mulheres que matam os seus proprios filhos? NÃO